Caso Ana Sophia: 1 mês após desaparecimento, polícia tenta descobrir que crime foi cometido contra a menina

4 ago 2023 - Paraíba

Polícia investiga se garota Ana Sophia foi raptada ou morta e enterrada — Foto: Divulgação

O desaparecimento de Ana Sophia, de 8 anos, completou um mês nesta sexta-feira (4) sem nenhuma resposta sobre o que pode ter acontecido com ela. Foram realizadas buscas, perícias e dezenas de depoimentos colhidos, mas ainda não foi possível descobrir qual crime foi cometido contra a menina, o que impede o andamento do caso. Ana Sophia está desaparecida desde o início de julho.

“Todo trabalho está sendo feito para que a gente localize Ana Sophia, isso eu posso garantir. Perícias foram realizadas, 44 pessoas foram ouvidas e buscas aconteceram”, afirmou a delegada.

A última novidade sobre o desaparecimento é a criação de uma força-investigativa exclusiva, formada por dois delegados, um escrivão e oito investigadores da Polícia Civil. Maíra Roberta é uma das delegadas que integram o grupo e explica que a estratégia é baseada em outros casos de desaparecimento da Paraíba e em experiências de outros estados que renderam resultados positivos.

A delegada Maíra Roberta explica que no início das investigações existia a possibilidade da menina estar perdida na mata, então houve um foco grande em realizar buscas na região em busca de um corpo, com o trabalho conjunto do Corpo de Bombeiro, Polícia Militar e Polícia Civil. Agora, o foco é descobrir o que aconteceu com a criança.

Segundo a delegada, é importante descobrir qual crime aconteceu para determinar uma linha de investigação e descobrir a motivação. Ela acredita que a saída de Ana Sophia não tenha sido voluntária, principalmente pela idade da criança, e que provavelmente houve um crime, seja ele de sequestro ou homicídio. Mas a Polícia Civil ainda não sabe determinar qual crime foi esse e busca essas respostas para poder explicar o desaparecimento.

A delegada também explica que a Polícia Civil mantém contato com as equipes de outros estados, que trabalham em parceria e apuram possíveis informações sobre a localização da menina.

 

Acompanhe as notícias do POVOPB pelas redes sociais: Instagram e Twitter.

Verified by ExactMetrics