Morre mulher que teve 50% do corpo queimado em acidente doméstico, em Campina Grande

9 ago 2023 - Paraíba

Hospital de Trauma de Campina Grande — Foto: Divulgação

Morreu em Campina Grande a mulher que sofreu um acidente doméstico e teve 50% de seu corpo queimado. Ela estava grávida e o bebê nasceu prematuro, mas acabou morrendo cinco dias depois. A mulher estava internada no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. A informação foi confirmada pela assessoria Secretaria de Estado de Saúde na tarde desta quarta-feira (9).

O acidente aconteceu no dia 28 de julho. A mãe cozinhava em casa acompanhada de sua filha, uma adolescente de 15 anos, quando o gás acabou. A mãe tentou reacender o fogão usando álcool, mas acabou provocando uma explosão. A mulher ficou com metade do corpo queimado e a filha teve 10% do corpo queimado.

De acordo com informações do Hospital de Trauma, a mulher inalou muita fumaça, o que provocou um quadro de pneumonia clínica. Apesar de apresentar melhora no quadro de saúde em alguns dias, nesta quarta-feira (9), ela apresentou uma piora significativa e pressão baixa. Apesar da medicação aplicada, a mulher morreu às 12h20.

A mãe, que estava grávida de 6 meses, foi mantida sedada e intubada no Hospital de Trauma, desde o acidente. o que deixava o bebê em risco. Por conta disso foi realizada uma cesariana para tentar salvar o bebê. No entanto, o bêbe acabou não resistindo.

Devido a sua condição de saúde, a mulher de 36 anos ainda não tinha sido informada nem do parto, nem da morte do filho.

Acompanhe as notícias do POVOPB pelas redes sociais: Instagram e Twitter.

Verified by ExactMetrics